Tecnologia Semipermanente para Maior Eficiência e Custos Reduzidos

A tecnologia de desmoldagem semipermanente é essencialmente usada em todas as aplicações de moldagem de compósito. Os agentes de desmoldagem semipermanentes são projetados para se fixarem na superfície do molde, fornecendo uma camada polimérica durável que é resistente ao ataque químico e mecânico. Todo agente desmoldante semipermanente da Chemlease ® oferece uma facilidade de desmoldagem excelente para todos os materiais usados comumente no processo de fabricação de compósitos. Quando um agente de desmoldagem é usado em combinação com um selador para preparar um molde, ou é aplicada mais de uma camada de agente de desmoldagem, refere-se muitas vezes a um “sistema de desmoldagem”.

O sistema de desmoldagem semipermanente da Chemlease ® consiste em:

  • Limpador
  • Primer
  • Selador
  • Camada de Cobertura

Este sistema foi desenvolvido para ser flexível, dependendo da situação específica de desmoldagem. Nem todos os componentes são sempre necessários - como, por exemplo, o uso de um primer. No entanto, por causa do ambiente de moldagem muito agressivo, na maioria das situações de moldagem, o uso de um primer é sempre recomendado para estes processos. A camada de cobertura de um sistema semipermanente também é sempre necessária porque são as propriedades especiais da camada de cobertura (top coat) que oferecem opções ao fabricante. Por exemplo:

  • Produtos tradicionais semipermanentes foram projetados para serem passados na superfície de um molde e então lustrados para manter o acabamento da superfície do molde.
  • Variedades de alto deslize deste tipo de produto são disponíveis para moldes com desenhos de ângulos profundos, facilitando a operação de desmoldagem. Estes produtos são particularmente apropriados para o lado “B” de moldes RTM onde o laminado muitas vezes encolhe rijamente nesta parte do molde.
  • Nós temos um produto de passar, sem a necessidade de lustrar o molde após sua aplicação, mesmo nas superfícies mais lisas de moldes. O produto seca com um acabamento sem vestígios. Este produto também pode ser aplicado com um spray, providenciando um efeito equivalente.
  • Se quiser ter a segurança de saber exatamente onde foi aplicada a camada de cobertura (pois a maioria dos semipermanentes são formulações claras como cristal), pode escolher um semipermanente que contenha cera, formando uma camada opaca na superfície do molde. Logo depois, a camada opaca pode então ser lustrada para obter um brilho radiante.

Visto que o processamento de compósitos é geralmente um processo a “molde frio”, as opções acima seriam normalmente utilizadas com formulações à base de solventes. A Chem-Trend, porém, desenvolveu também um forte portfólio de opções disponíveis à base de água. A camada de cobertura (top coats) à base de água pode ser passada, deixando-se secar e então se lustra em casos de superfícies de molde brilhante, ou então pode ser passada e apenas deixa-se secar, se a superfície precisa ser não cosmética.

Sistemas de desmoldagem semipermanentes oferecem atributos especiais para o moldador, como:

  • Imitação Repetitiva do Acabamento da Superfície
  • Modificação do Nível de Brilho
  • Redução da Taxa de Soltura Prévia
  • Baixa Transferência/Alta Durabilidade do Filme

Acabamento da Superfície

A superfície do molde preparado ditará geralmente o acabamento da superfície vista na peça moldada. Um molde com acabamento de pouco brilho se transformará numa peça de pouco brilho, e vice-versa para o molde de alto brilho. O molde que tem ou alto brilho ou pouco brilho pode ser preparado com um limpador, selador e uma seleção de camadas de cobertura semipermanentes, que manterão o nível de brilho durante muitas desmoldagens. Um retoque da camada de cobertura de vez em quando conservará o seu desempenho.

Alto Brilho ou Pouco Brilho – Modificação da Superfície do Molde

A Chem-Trend pode fornecer primers especiais de moldes que oferecem a opção de preparar moldes com acabamento de superfície ou com alto brilho ou com pouco brilho, independentemente do estado atual da superfície do molde. Estes primers podem ser considerados mais como “modificadores de superfície”. Em casos especiais, quando o mesmo molde precisa às vezes ser usado para produzir peças com alto brilho e às vezes com pouco brilho, estes primers são ideais. Visto que os primers de moldes da Chem-Trend aderem firmemente à superfície do molde e formam um filme muito resistente, o sistema de desmoldagem usado terá maior durabilidade.

Baixa taxa de soltura prévia

A fabricação de moldes muito grandes pode ser suscetível à soltura prévia, simplesmente por causa do peso do artigo a ser moldado. A desmoldagem deve segurar o laminado no lugar até que a peça seja curada totalmente - senão a peça poderá se deformar e terá que ser refugada. A Chem-Trend desenvolveu produtos únicos da Chemlease ® para lidar com este problema específico.

Transferência baixa/ durabilidade do filme

Visto que o sistema semipermanente cura completamente na superfície do molde, há muito pouca transferência de desmoldante para o artigo moldado. Isto significa que a preparação de pintar ou colar após a moldagem é reduzida a um mínimo. Desde que somente uma pequena quantidade de desmoldante é transferida para a peça moldada, podemos esperar que a camada de cobertura providenciasse muitas desmoldagens antes de precisar repassar a camada no molde.

Mesmo que as tecnologias semipermanentes ofereçam grandes benefícios ao moldador, elas nem sempre são as certas para todas as aplicações de compósito. Para algumas aplicações funciona somente um sistema de desmoldagem convencional. Se quiser saber mais sobre as divergências entre tecnologias convencionais e semipermanentes e qual a melhor opção para o seu processo, entre em contato conosco para conhecer um dos nossos especialistas da indústria de compósitos.

Você quer descobrir o que a Chem-Trend pode fazer para ajudá-lo? Entre em contato conosco e nos dê a oportunidade de melhorar as suas operações de moldagem, fundição e de transformação.