Solas de Calçado de Poliuretano

Transformar Experiência em Soluções para Operações de Fabricação de Solados de Sapatos

As várias técnicas de fabricação de sapatos podem ser agrupadas em quatro grandes categorias. São elas: solados unitários monodensidade, solados unitários bidensidade, injeção direta monodensidade, e injeção direta bidensidade. Os anos de experiência no chão de fábrica trabalhando com fabricantes de solados ao redor do mundo tem nos permitido entender e superar os desafios encontrados em cada um desses processos.

Solados Unitários Monodensidade

No caso dos solados unitários monodensidade, o sistema de espuma de poliuretano é vazado diretamente na cavidade do molde (vazamento aberto) e uma tampa é então firmemente colocada sobre a cavidade. Ao término do ciclo de cura ciclo, a tampa é retirada e a peça pronta é desmoldada. Os solados unitários monodensidade são então unidos ao material do cabedal para concluir o processo de fabricação do calçado. Em muitos casos, os solados unitários monodensidade são submetidos a algum tipo de operação pós-moldagem para obter a aparência final desejada para a peça. Os requisitos básicos relativos ao agente de desmoldagem para este tipo de processo são desempenho na desmoldagem, pouco acúmulo de material na cavidade do molde e compatibilidade com as operações pós-moldagem e processo final de montagem do calçado.

Solados Unitários Bidensidade

O processo de bidensidade requer a adesão de um solado intermediário a um solado externo no mesmo processo de moldagem. A espuma de poliuretano do solado externo é vazada na cavidade do molde, e um dummy last é usado para fechar o molde. O dummy last é um tipo de falsa tampa destinada a cobrir a cavidade do molde, criando a espessura adequada para o solado externo e, ao mesmo tempo, deixando espaço na cavidade do molde para a porção de solado intermediário da peça. No final do ciclo de cura do solado externo, o dummy last é retirado e a espuma do solado intermediário é vazada na parte posterior do solado externo. Uma nova tampa é usada para fechar o molde, e é feito um segundo ciclo de cura. Os solados moldados podem ser submetidos a operações de acabamento pós-moldagem e, como foi descrito acima, são fixados à parte superior para terminar o calçado. Os requisitos básicos quanto ao agente de desmoldagem para os solados unitários bidensidade são semelhantes aos descritos para os solados unitários monodensidade, com uma importante diferença: o agente de desmoldagem deve ser aplicado ao dummy last para soltá-lo do solado externo. Assim, o agente desmoldante pode ser transferido para o solado externo, mas não deve interferir com a adesão entre as camadas de espuma do solado externo e do solado intermediário.

Processos de Injeção Direta

Como seu nome sugere, o processo de injeção direta é usado para moldar o solado diretamente no material do cabedal, eliminando a necessidade de colar ou costurar para produzir um calçado acabado. Para efetuar injeção direta, é preciso que o cabedal seja fixado no alto do molde, e que o(s) sistema(s) de poliuretano seja(m) injetado(s) na cavidade do molde. Para a injeção direta bidensidade, usa-se um dummy last para formar o solado externo, e o cabedal é fixado dentro do molde antes da injeção do solado intermediário. O refugo produzido ao usar um processo de injeção direta é muito caro, porque o sapato inteiro é descartado. Também é muito difícil concluir um processo de acabamento pós-moldagem em solados unitários fabricados por injeção direta sem afetar o cabedal do calçado. Por estas razões, a seleção do agente de desmoldagem é fundamental. Os agentes de desmoldagem para injeção direta devem produzir peças de uretano livres de defeito, além de dar-lhes uma aparência com brilho uniforme. Os requisitos relativos a brilho são definidos pelo fabricante, mas podem abranger um amplo leque, de baixo (fosco) a alto brilho (brilhante). Outros requisitos importantes de desempenho dos desmoldantes para injeção direta são: facilidade de desmoldagem, pouco acúmulo de material na cavidade do molde e adesão bidensidade.

Não importa o tipo de processo que você utilize em sua operação de fabricação de solados, você pode se beneficiar do extensor conhecimento em operações de manufatura da Chem-Trend e a nossa ampla gama de produtos desenvolvidos para superar os maiores desafios da indústria. Nossos produtos são criados para melhora sua eficiência e reduzir perda, propiciando a você solados de maior qualidade e menores custos operacionais.

Para saber mais sobre nossa experiência na área de operações de moldagem de solados, leia nossa seção Solados de Poliuretano, agentes desmoldantes para solados ou produtos auxiliares de processo para solados. Ou, contate-nos diretamente para falar com um de nossos especialistas.

Voltar ao topo »

Você quer descobrir o que a Chem-Trend pode fazer para ajudá-lo? Entre em contato conosco e nos dê a oportunidade de melhorar as suas operações de moldagem, fundição e de transformação.

Por aplicação

A Chem-Trend cobre uma gama de aplicações mais ampla do que qualquer empresa de desmoldantes do mundo. Podemos ajudá-lo a resolver os seus problemas com que aplicação?

Por Material

A Chem-Trend tem mais de cinco décadas de experiência na fabricação de desmoldantes e outros auxiliares de processo produtivo que trabalham com uma ampla gama de materiais. Com que tipo de material você está trabalhando?